Ir para conteúdo

Solos

O solo é a camada superficial do planeta Terra que resulta da alteração da rocha-mãe. Este processo é muito longo e depende do clima, do substrato rochoso, do relevo e do tempo de evolução.

O solo é constituído por matéria mineral e matéria orgânica, entre os quais existe, em proporções variáveis, ar e água. A matéria mineral pode incluir fragmentos de rocha até pequenos minerais, enquanto a matéria orgânica é formada por restos de plantas e outros seres, vivos ou em diversos estados de decomposição.

Um corte vertical num solo revela habitualmente variações de cor e textura com a profundidade que se designam horizontes do solo. O horizonte A é o nível mais superficial e é, em geral, mais escuro, o horizonte B é pobre em matéria orgânica e exibe normalmente tonalidades amareladas, avermelhadas e acastanhadas, por último, o horizonte C, a zona mais profunda, é caracterizada pela presença da rocha-mãe mais ou menos fragmentada. O grau de diferenciação dos horizontes do solo é muito variável.

Considerando que o solo resulta da alteração do substrato rochoso adjacente, no Concelho de Alcobaça encontram-se diversos tipos de solos, cada um dependente da sua localização geomorfológica e em diferentes estados de maturidade. Por ordem decrescente observam-se:

  • Solos francos – solos férteis, evoluídos, de perfil ABC, ricos em matéria orgânica, de cor escura e permeabilidade moderada. No concelho estes solos estão ocupados com pomares, vinhas, hortofrutícolas, olivais, áreas agrícolas de policultura e povoamentos florestais.
  • Solos arenosos – solos habitualmente muito permeáveis e inférteis, com teor em areia elevado, que se encontram totalmente cobertos por povoamentos florestais no Concelho de Alcobaça.
  • Solos argilosos – solos geralmente escuros, de baixa permeabilidade. Em Alcobaça estes solos estão ocupados por áreas agrícolas de policultura, povoamentos florestais e matos.
  • Solos calcários – solos pouco evoluídos, formados a partir de rochas calcárias, de cores pardacentas ou avermelhadas. Estes solos estão ocupados por áreas agrícolas de policultura, matos, áreas de pomar, vinha, hortofrutícolas e olival.

O solo é muito importante porque serve de suporte e de fonte de nutrientes às plantas que nele desenvolvem as suas raízes e é ainda abrigo para uma vida animal muito característica.


Desafio: Procura uma escavação onde se observe o perfil do solo e descreve a sua textura e cores. Indica o tipo de plantas / árvores que existem sobre esse solo.